200 anos da Barra de Aveiro

Loading...

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Centenário do Regicídio - 01 de Fevereiro

Hoje dia 01 de Fevereiro assinalou-se o Centenário do Regicídio decorrido no Terreiro do Paço, em Lisboa. Mais que um homicídio (do Rei D. Carlos e do Príncipe Herdeiro), tratou-se de um crime contra o Estado que constituiu um ponto de viragem no processo de declínio da Monarquia que levaria à implantação da República em 1910. Dada a sua natureza, o acontecimento teria repercussão por todo o país gerando reacções diversas. As iniciativas da Câmara Municipal de Aveiro estão associadas aos eventos nacionais que marcam a data.

Neste contexto, as actividades, organizadas pela Câmara Municipal de Aveiro, que decorrerão no Museu da Cidade de Aveiro, destinam-se ao público em geral e às comunidades escolar (primeiro ciclo do Ensino Básico). As acções têm como principal pressuposto conhecer o significado e implicações do regicídio, das quais destacamos uma pequena mostra documental incluindo imprensa aveirense da época, a acta da Câmara Municipal de Aveiro que relata os factos e dois desenhos do Rei D. Carlos provenientes do Museu da Marinha.

“O regicídio… em Aveiro” e “D. Carlos, o rei que amava o mar” constituem uma exposição documental que estará patente no Museu da Cidade de Aveiro, de 1 a 10 de Fevereiro, de Terça-feira a Domingo, das 10.00 às 19.00 horas (excepto das 13.00 às 14.00 horas). Nesta mostra estará exposto:o livro de actas da Autarquia em que se relata o regicídio e a subida do trono de D. Manuel II;exposição da imprensa local da época e da revista “Ilustração Portuguesa” com o relato dos factos;e, numa alusão à vocação e interesse pelo mar, com o qual também Aveiro tem uma relação intrínseca, relembra-se a figura do monarca exibindo uma peça sua (aguarela com motivos marítimos) proveniente do Museu da Marinha, Lisboa.
Fonte. Câmara Municipal de Aveiro.

Sem comentários: