200 anos da Barra de Aveiro

Loading...

terça-feira, 4 de março de 2008

Aveiro: "Cidade do Romance"

O deputado municipal do CDS-PP, Miguel Fernandes, quer passar da expressão «Aveiro Veneza de Portugal», aos actos. Uma geminação com a cidade italiana, também atravessada por canais, é o caminho para cruzar Aveiro e Veneza, em vários domínios.

O deputado municipal Miguel Fernandes, da bancada do CDS-PP na Assembleia Municipal de Aveiro, entregou uma proposta de recomendação à Câmara, defendendo uma geminação com Veneza. Miguel Fernandes apontou para uma lista de 13 geminações com Aveiro, de vários países, e conclui que «por incrível que pareça, não consta a de Aveiro com Veneza!».

«Porque é que o município de Aveiro nunca se geminou com uma cidade tão próxima e familiar para si quanto a de Veneza?», pergunta ao mesmo tempo que associa esta iniciativa à candidatura da Ria às Sete Maravilhas Naturais do Mundo. A apresentação da proposta na Assembleia Municipal teve um comentário, de Jorge Afonso, do Bloco de Esquerda, que discorda da geminação, preferindo, não com a cidade italiana, mas usando o argumento da água, com a holandesa Amesterdão. Com Veneza é «pretensiosismo», concluiu.

Mas, para Miguel Fernandes não é. Se estivessem geminadas, Aveiro poderia tornar-se «a cidade do romance, através da criação de novos percursos turísticos nos canais e ruas, iniciativas com inspiração veneziana e a doação recíproca de moliceiros e gôndolas para exposição nos seus canais». Com as duas geminadas poderia haver um «intercâmbio de iniciativas culturais e recreativas, por exemplo o Carnaval, exposições, cinema, festivais, exposições, manifestações artísticas, na divulgação de valores do património natural, edificado e da museologia».

Defende ainda o «fomento das relações entre organismos representativos de profissões liberais e artísticas e entre entidades ou instituições culturais; intercâmbio de materiais de divulgação e informação turística». A relação permitiria também o incentivo à possibilidade de criar «condições privilegiadas de alojamento, restauração, visitas a museus e utilização de estruturas de transporte e de lazer em condições especiais». No âmbito da relação que Miguel Fernandes defende seria ainda possível a «produção e troca de informação acerca de programas de reabilitação urbana, modelos e sistemas de transporte marítimo e fluvial, estruturas de embarque e demais logística, sistemas e mecanismos hidráulicos de gestão das correntes marítimas, soluções de tratamento de águas e seus efluentes e projectos de conservação ambiental».

Para Miguel Fernandes, uma geminação com Veneza reforçaria «o crescimento das relações internacionais do município, possibilitando o conhecimento das vivências locais e o fomento do intercâmbio de ideias, experiências e soluções em áreas tão diversas como as do turismo, cultura, economia, transporte marítimo, reabilitação urbana, gestão de recursos hídricos, ambiente e desenvolvimento local sustentável». De resto, diz o elemento da bancada do PP, «há imensas semelhanças históricas ligadas às suas tradições náuticas e referências culturais, para além de muitos elementos naturais e físicos, como a água e os canais que as transpõem».

Fonte: Diário de Aveiro.

Sem comentários: