200 anos da Barra de Aveiro

Loading...

terça-feira, 6 de maio de 2008

A "Menina do Mar" no Teatro Aveirense


Era uma vez uma menina que vivia no mar e sonhava saber como era a terra... Era uma vez um menino que vivia na terra e sonhava saber como era o mar...


No âmbito das Comemorações do Bicentenário da Abertura da Barra, no próximo dia 8 de Maio, pelas 21h30, terá lugar no Teatro Aveirense a apresentação do musical infantil a “Menina do Mar”. Este é um espectáculo, encenado, a partir do conto de Sophia de Mello Breyner e com música de Fernando Lopes-Graça, entra-se no mundo de sonho e fantasia da “Menina do Mar”, com a música e as palavras a entre cruzarem-se.

A interpretação musical estará a cargo da Orquestra Filarmonia das Beiras, com a direcção do Maestro Rui Pinheiro, que nos irá envolver numa história de amizade e sonhos, protagonizada pela actriz Isabel Leitão.

Aqui fica um "cheirinho" do musical produzido por Felipe La Féria em 2005, que foi um verdadeiro sucesso...



Um pouco da história....

Era uma vez um menino que ia sempre à praia. Um dia, o menino ouviu uns barulhos de trás de uma rocha. Era uma Menina do Mar, um caranguejo, um polvo e um peixe. Ficaram todos amigos, o menino mostrou muitas coisas à Menina do Mar. O menino convidou-a para ir visitar a terra.

No outro dia a Menina do Mar disse ao menino que não podia ir porque os búzios tinham dito à Raia Gigante. Eles depois tentaram fugir mas depois apareceram muitos burros. Os burros faziam muito mal, mas o menino não largava a menina. O menino caiu e deixou de ouvir, ver as coisas e adormeceu. Acordou numa rocha e a maré já estava cheia ele levantou-se e foi para casa cheio de marcas das ventosas dos burros.

Passaram dias e dias o menino voltava sempre à praia mas nunca mais viu a menina e os seus três amigos. Chegou o Inverno e o menino viu uma gaivota que trazia no bico uma poção para o menino se transformar em Menino do Mar. Tiveram dias e noites a atravessar o mar e finalmente chegaram à ilha onde a Menina do Mar estava. Voltaram para o mar. E a Menina do Mar voltou a dançar no palácio podre e ficaram inimigos para sempre.

Sem comentários: