200 anos da Barra de Aveiro

Loading...

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Grua da SOCARPOR Aveiro bate record


A grua Gottwald de granéis sólidos, da Socarpor Aveiro, acaba de se estrear com uma performance notável. Com efeito, no passado sábado, esta grua obteve uma média de descarga de 1.150 toneladas por hora útil. Entre as 8h30 e as 17h15, a grua da SOCARPOR Aveiro descarregou 442 steel coils (8.179 toneladas), transportados pelo navio Michiganbord (134 mts), do armador Royal Wagenborg.

“Um desempenho excelente”, afirmou o comandante do navio, reconhecendo ser muito raro, nos portos escalados pelos nossos navios, registo de tal performance”.

Este facto é também sublinhado pela administração do Porto de Aveiro: Este é um claro sinal que o Porto de Aveiro tem potencial e condições ímpares para, através deste e de outros investimentos, atrair novos tráfegos, mesmo de navios com origem e destino transatlânticos” – afirma José Luís Cacho, Presidente do Conselho de Administração da APA, S. A.

Charleston (South Carolina /USA) foi o porto de carga dos 442 steel coils. A Nordic Intretrade foi a fornecedora e mentora desta operação, tendo como agente a SEALINE – Navegação e Afretamentos, Lda.

A Gottwald de granéis sólidos, da Socarpor Aveiro, é uma máquina de 120 toneladas de capacidade, a mais potente existente no País. "Permite ritmos de descarga de cereais superiores a mil toneladas/hora", sublinhava Lopo Feijó, o homem forte da Socarpor Aveiro, em declarações recentes à revista CARGO.

Esta é a primeira das três gruas portuárias - num investimento total de 7,3 milhões de euros - destinadas aos dois terminais que opera em Aveiro. O esforço da empresa incluiu ainda a aquisição de uma terceira grua, que será entregue durante o primeiro trimestre de 2008, destinada ao Terminal Norte, paredes-meias com o Terminal de Granéis Alimentares, em que a empresa está a investir cerca de 20 milhões de euros. Investimentos que permitirão à SOCARPOR entrar no hinterland que se estende por Espanha, o que será perfeitamente viável a partir do momento em que a ferrovia esteja operacional.
Fonte: Porto de Aveiro.

Sem comentários: