200 anos da Barra de Aveiro

Loading...

domingo, 6 de abril de 2008

Poesia: Farol de mim por Lena Maltez

Numa das suas passagens por este blog, Lena Maltez, uma assídua leitora apaixonada pelo farol e pela região, teve a gentileza de me deixar um belíssimo poema. Em jeito de agradecimento aqui o publico "Farol de mim".

Farol de mim

não sabes ver ou sentir
a quietude silente

sei quem és, onde pertences

sorrio-te,
em dias de luz difusa
ou só de nevoeiro
sorrio-te,
nas noites repetidas
sem astros

reparto contigo solidão
pedaços de alegria
momentos de tristeza
...paixão

congemino definições
talvez exactas
talvez adversas
talvez por seres
um amigo confidente
talvez pelo brilho
que busco na ausência

tens o mar por companhia,
acodes os aflitos
apontas caminhos
com ciência cativa
entre os teus segredos

e dizer-te mais?
que (já) vives
no meu sorriso.

e estarás comigo,
em lembranças
entre os muros
abissais da saudade

leito vazante
para uma linha obstinada
entre o tempo e o espaço


sobejas
farol de mim!
e fio de luz
... estendido
até ao amanhecer
... naufragado
entre ilusões
em dias sem sol

e assim mesmo
a ti não hei-de dizer
"adeus"

Lena Maltez
(e retoques do vento)

Sem comentários: